"4 WAYS TO GRIND" (2016)

by BAGA

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.

about

"WAY TO GRIND" Split w/ (Plague Rages, Cachorro da Duença, N.Ó.I.A)

Baga: Gravado por Estúdio Noir, Ilha do Governador, RJ.
Mixado por Bruno Borges, Masterização Francisco G Bueno.

Art by Douglas Correia.

Formação: Hell -v / Rovane - g / Zero - b / Bruno - d

Release Oct/16.

Selos: Positive Noise, Cabra da Peste, Poeira Maldita, ResistênciaUnderground, Libertinus, Camarão Grind, Three Muthafuckas, Goregrindnoise Distro e xOvelha Negra Distrox.

credits

released January 14, 2017

tags

license

all rights reserved

about

BAGA Rio De Janeiro, Brazil

O baga é um bando de malucos querendo botar para fora, boa parte de seus sentimentos,através de muita distorção,e peso nas cordas baixas,batidas velozes, arrastadas e quebradas, mesclando entre o ódio e o lamento no cotidiano da sobrevivência,entre gritos e guturais regendo toda a mensagem...

Hell- V
Rovane - G
Zero- B
Bruno Borges- D

Contacts:
bagagrindcore@gmail.com
... more

contact / help

Contact BAGA

Streaming and
Download help

Track Name: Arme-se e Mate
O crime não existe
A matança está legalizada
Não há testemunhas
Arme-se e Mate!!!

Pois senão morre
Sem nem mesmo, saber o porque (2x)

Arme-se e Mate
Arme-se e Mate.
Track Name: Pesadelo Contínuo
Seus terrenos viraram campo de batalha
Os seus territórios estão cercados
Por todo o ódio que emana
Dos modernos senhores de engenho
Na sua sede de terras, assim ele vai

Enforcando minorias
Envenenando recursos
Impondo suas regras

Sua ganância não para
Seus golpes não acabam
Por nunca se contentar.

Pesadelo Continuo
Pesadelo Continuo
Pesadelo Continuo

Um etnocidio vulgar se espalha
Exterminio cultural e da vida
Por nunca se contentar.
Track Name: Fluxo dos Conformados
FLUXO DOS CONFORMADOS

Viver de pé, ou morrer ajoelhado
O que é certo ou que é errado?
Seguir no que acredita ou não tomar partido
Fluxo dos conformados, sentirá a angustia do tempo passar.

Crer em dinheiro e bens materiais
O supefluo é tudo que precisa
Automatizado na sua rotina
Seu sonho de criança dobrando a esquina.

E agora somente frustrações pesando nas suas costas
Talvez a esperança de ainda fazer o que gosta

Porém agora não resta mais tempo
Pois sua hora chegou.
Track Name: Supremacia Patronal
SUPREMACIA PATRONAL

A supremacia patronal com seus abusos excessivos
Moldou a paisagem e o modo de se viver
Destruição do natural e abuso do ser.
Em processos consecutivos

A Razão e a verdade são deformadas
A Ignorancia impera
O Estado é legitimo

Pensando no hoje ,comprometendo o amanhã
Destruição Planetaria , aniquilação da harmonia
O egoismo humano é evidente

Em dias atuais
Fala-se muito de paz
Mas já que não estamos preparados
Que venha a guerra.
Track Name: Silêncio Massificado
SILÊNCIO MASSIFICADO

Eu sei aonde vou
O que quero, Por onde vou andar
Só eu sei meu caminho
Você não venha me dominar
Com seus conceitos
De puro preconceito
Falando mentiras
Falsidades e Asneiras.

Pois fique sabendo que seu papo aqui não cola
Da sua raça eu já conheço
Manipuladores e Interesseiros
Sua corja não passara
Já corromperam milhões
Mas poucos resistirão
E irão combater com todo o ódio
A sua obra do silêncio massificado.
Track Name: Injusta Exclusão dos Países Famintos
Ódio poluindo e transformando em escuridão os meus pensamentos
Todas minhas veias entonpem, de suas injustiças
Nunca vou compreender e você também não.

Ao seu redor , terror e desespero
A lagrima de sangue cai
Apenas um nessa bosta
Nada tem valor

Ao seu redor , terror e desespero
A lagrima de sangue cai.

Lyric and Music: Antônio Ambrozio (R.I.P)